Cotidiano

Seis bairros ficarão sem água durante 14 horas em Coxim

Seis bairros de Coxim – Jardins Europa, Pequi I e Pequi II, além do Previsul, Jorge Ritt e Vila Bela – ficarão sem água durante 14 horas, nesta terça-feira (14). A interrupção no fornecimento será das 6 às 20 horas, conforme comunicado oficial da gerência regional da Sanesul (Empresa de Saneamento do Estado de Mato […]

Arquivo Publicado em 14/09/2010, às 10h06

None

Seis bairros de Coxim – Jardins Europa, Pequi I e Pequi II, além do Previsul, Jorge Ritt e Vila Bela – ficarão sem água durante 14 horas, nesta terça-feira (14). A interrupção no fornecimento será das 6 às 20 horas, conforme comunicado oficial da gerência regional da Sanesul (Empresa de Saneamento do Estado de Mato Grosso do Sul).


A justificativa é que a empresa estará fazendo a interligação de redes de água e substituição de equipamentos para melhorar o abastecimento nos bairros citados. Somente este mês, a Sanesul emitiu outros dois comunicados de falta de água.


No dia 09, os moradores dos Jardins Europa, Pequi I e Pequi II, Jorge Ritt e Vila Bela, também ficaram sem abastecimento de água das 8 às 17 horas. Já no dia 03, a população do Mangabeira, Nova Coxim e Piracema, também ficou sem fornecimento de água no período da tarde.


A constante falta de água tem afetado milhares de pessoas. Não são apenas os moradores dos bairros citados que estão sofrendo com a interrupção. Ultimamente, o Jardim Vista Alegre fica diariamente sem água por cerca de seis horas, sempre das 17h30 às 23h30.


As campeãs de reclamações, com razão, são as mulheres, principalmente as que se dedicam diariamente ao serviço doméstico. Áurea Alves Pereira, de 52 anos, do Jardim Europa, é uma das moradoras que mais sofre com a falta de água.


Doente, sem poder trabalhar e com dificuldades financeiras, Áurea conta que sua casa depende totalmente de água da rua. “Já tenho a caixa de água, mas ainda não consegui comprar os canos para fazer a ligação”, explicou.


Além disso, a falta de dinheiro também impede, às vezes, que Áurea pague a conta mensal, “mas quando consigo pagar ainda fico sem água”, completou. Áurea relata que depende da ajuda de vizinhos, para ao menos tomar banho e beber água.


Já a dona de casa, Francisca Alexandre, de 39 anos, está indignada com a interrupção do fornecimento de água no Jorge Ritt. “Faltou água em quatro dos últimos seis dias”, informou Francisca. Para Francisca, a maior dificuldade é fazer a limpeza doméstica, lembrando que a água é necessária para lavar louça e roupa, limpar chão e até mesmo para preparar a comida.


“Meu marido chegava cansado do trabalho, no final da tarde, e não tinha água para tomar banho. Para evitar essa situação, comecei a armazenar água e meu marido toma banho de balde”, enfatizou a dona de casa.


O pior para Francisca é que, mesmo com as interrupções, os valores das contas não diminuem, “se estamos usando menos água a conta tinha que diminuir”, emenda a dona de casa. Apesar da simplicidade, Francisca acredita que está faltando é investimento por parte da Sanesul, que constantemente é criticada pelos vereadores de Coxim.


AGOSTO – Os comunicados emitidos pela empresa, na segunda quinzena do mês passado, confirmam que a parte alta da cidade é a mais afetada. No período citado, foi interrompido o fornecimento de água nos Jardins Europa, Pequi I e Pequi II, Jorge Ritt, Previsul, Senhor Divino e Vila Bela.


As justificativas da empresa eram de rompimento em redes de água e substituição de bomba para melhoria do abastecimento.


Não se pode negar que, com o longo período de estiagem, o consumo de água aumentou. Molhar calçadas, por exemplo, foi uma das formas encontradas para aumentar a umidade, que está muito baixa.


Em Coxim, no próximo dia 18, completam 120 dias sem chuva, mas a probabilidade de chuva de curta duração é de 80% nesta terça-feira.

Jornal Midiamax