Quintal alagado pela chuva impede locomoção de idosa em Coxim

Desde o início de dezembro, a idosa Georgina Nantes Vieira, de 75 anos, não pode se locomover no quintal de sua casa. Usuária de cadeira de rodas há 20 anos, Georgina só tem a opção de ir até o que restou de uma antiga varanda de sua casa, localizada na rua Viriato Bandeira, a cerca […]
| 02/03/2010
- 19:41
Quintal alagado pela chuva impede locomoção de idosa em Coxim

Desde o início de dezembro, a idosa Georgina Nantes Vieira, de 75 anos, não pode se locomover no quintal de sua casa. Usuária de cadeira de rodas há 20 anos, Georgina só tem a opção de ir até o que restou de uma antiga varanda de sua casa, localizada na rua Viriato Bandeira, a cerca de 100 metros da prefeitura de Coxim.

A água da tomou conta do seu quintal e mesmo que fossem feitos buracos nos muros não teria como resolver o problema, pois os quintais dos vizinhos também estão na mesma situação, segundo Elisa Magaly Nantes Vieira, filha da idosa.

Os moradores daquela região, conforme Elisa Magaly, enfrentam esse problema há 12 anos, desde que a rua foi asfaltada, deixando as residências com nível abaixo da pavimentação. “Mas, todos os anos, na época da chuva, a prefeitura auxiliava para escoar a água”, explicou.

No entanto, desta vez, o sofrimento dos moradores se estende por quase três meses. No dia 08 de dezembro, de acordo com ofício protocolado, Elisa Magaly pediu providências para a secretaria de Obras, mas até o momento os moradores não foram atendidos.

A situação dos moradores, em grande parte crianças e idosos, é explicada no documento, que pede providências na rua citada, além das ruas Beira Rio, Floriano Peixoto, 10 de Dezembro e Travessas 1 e 2.

Nossa reportagem tentou falar com o secretário de Obras, Selino José de Oliveira no início da noite desta segunda-feira (1º), mas ele não foi localizado.

Como se não bastasse o transtorno, principalmente de Georgina, os moradores dessa região temem doenças. “Aquela água parada é um prato cheio para a dengue”, comentou Elisa Magaly, que informou que tem tentado combater a doença jogando cal e creolina no quintal.

Veja também

Um dia depois de atingir o menor nível em oito semanas, o dólar subiu, influenciado...

Últimas notícias