Cotidiano

Operação fecha farmácia clandestina que vendia remédios vencidos em bairro de Campo Grande

Segundo a Anvisa, proprietário da farmácia adulterava as embalagens para esconder selo com as datas vencidas. O comerciante e a farmacêutica responsável foram presos na operação.

Arquivo Publicado em 28/09/2010, às 21h10

None

Segundo a Anvisa, proprietário da farmácia adulterava as embalagens para esconder selo com as datas vencidas. O comerciante e a farmacêutica responsável foram presos na operação.

A drogaria Santa Lúcia, localizada na avenida Sagarana, no Bairro Zé Pereira, foi interditada e fechada há pouco. Uma operação conjunta da ANVISA, vigilância sanitária, Conselho Regional de Farmácia, Delegacia do Consumidor e Polícia Federal flagrou medicamentos sendo vendidos fora do prazo de validade no local.

Foram presos Neuso de Melo, dono da farmácia e Cintia Emanuele Arantes, farmacêutica responsável. A operação aconteceu após uma fiscalização de rotina do Conselho e da ANVISA. Eles verificaram  que no local acontecia o comércio de medicamentos vencidos. A farmácia é clandestina, pois não tem cadastro de funcionamento na ANVISA.

Maquiagem

O dono da farmácia tentava burlar a fiscalização retirando o selo onde é informada a validade do produto. De acordo com o representante da ANVISA , João Roberto Fernandes Castro, especialista em regulação e vigilância sanitária do órgão, a adulteração das embalagens era feita de maneira a tirar toda identificação do produto.

“Foi observada adulteração no lote, data de fabricação e data de vencimento dos medicamentos. Eles faziam um recorte na embalagem onde continham essas informações. O comerciante recortava toda a identificação do produto”, explicou.

Tanto o comerciante quanto a farmacêutica vão responder por crime contra a saúde pública, conforme rege o artigo 273 do Código Penal. A pena varia entre 10 e 15 anos de reclusão e o crime é inafiançável.

Neuso será conduzido ao Cepol e a profissional será encaminhada para o 3º DP, no Carandá Bosque, em Campo Grande.





Jornal Midiamax