Cotidiano

Motoristas reclamam de buracos e perigo em avenida

Segundo os moradores da região do Tiradentes, o perigo na avenida é constante, tanto para pedestres como para motoristas

Arquivo Publicado em 25/03/2010, às 12h00

None

Segundo os moradores da região do Tiradentes, o perigo na avenida é constante, tanto para pedestres como para motoristas

A avenida Marquês de Pombal, na região do Tiradentes, é conhecida como uma via em que o perigo é tão ágil quanto a velocidade dos veículos que passam pelo local. O perigo é agravado pelos buracos, como denunciam moradores e motoristas que transitam todos os dias na avenida.


Entre os que acreditam que a avenida é um lugar de abuso da velocidade, está o motorista de caminhão, Josenildo Sobral, de 31 anos. Na opinião dele, a falta de sinalização e os buraco na via resultam numa combinação capaz de provocar acidentes.


“Os buracos atrapalham muito. A gente pode tentar desviar de um buraco e sofrer ou causar outro acidente. Sem contar que a avenida é lugar perigoso, não tem sinalização. Eu já vi alguns acidentes”, afirma o motorista.


Segundo os moradores da região, o perigo na avenida é constante também para os pedestres, especialmente durante a noite, quando os motoristas se sentem mais livres para abusarem da velocidade.


O motociclista Celso Mendes, de 33 anos, morador do bairro, afirma que durante a noite é possível ouvir os barulhos de frenagem dos motoristas que são surpreendidos por buracos na avenida. De acordo com Cláudio Martins, outro morador, a avenida já foi palco de acidentes que resultaram em morte.


“O pessoal passa aqui em alta velocidade, não tem semáforo, não tem nada. Dá uma chuva e aparecem os buracos. Já teve até acidente com morte: uma menina morreu aqui”, disse.


(Editado às 9h20, para correções)


Jornal Midiamax