Cotidiano

Eleições 2010: Chuva forte e estiagem atrapalham a votação em sete estados

De acordo com balaço divulgado pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sete estados apresentaram ou apresentam problemas na votação neste domingo (31) devido a fenômenos climáticos. Em Goiás, Maranhão, Mato Grosso, Piauí e Rio Grande do Sul o 2º turno foi prejudicado por fortes chuvas, enquanto no Amazonas e Pará a estiagem dos rios dificultou a […]

Arquivo Publicado em 31/10/2010, às 18h56

None

De acordo com balaço divulgado pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sete estados apresentaram ou apresentam problemas na votação neste domingo (31) devido a fenômenos climáticos. Em Goiás, Maranhão, Mato Grosso, Piauí e Rio Grande do Sul o 2º turno foi prejudicado por fortes chuvas, enquanto no Amazonas e Pará a estiagem dos rios dificultou a chegada de mesários e urnas nas seções de votação.


A situação é mais crítica no Maranhão, onde 46 municípios apresentam seções com problemas de abastecimento de luz. De acordo com o TSE do estado, as urnas das cidades afetadas com a falta de energia estão funcionando com baterias externas e apesar do alto índice de casos, a situação está sob o controle. O orgão afirma que foram detectados 133 urnas com defeitos e 52 foram substituídas.


O quadro também é grave no Rio Grande do Sul que tem pelo menos 12 cidades sem luz por causa de um ciclone que atua na costa da Argentina e influencia o tempo na Região Sul. Apesar da falta de luz, o Tribunal Regional Eleitoral do Rio Grande do Sul afirma que as urnas operam com baterias internas e a votação para o segundo turno das eleições segue normalmente.


De acordo com o TRE, em todo o estado, 20 urnas já operam com baterias internas, que chegam a durar 12 horas. Os casos de urnas com baterias se concentram, segundo o Tribunal, em Arroio Grande, com oito urnas, e Pedro Osório, com seis. São Gabriel tem duas urnas operando por bateria, e Santiago, Pelotas, Getúlio Vargas e Piratini, um caso cada. Isso corresponde, de acordo com o TRE, a 0,07% do total de urnas usadas do estado.


A chuva também afeta eleitores de Mato Grosso, neste domingo. Segundo o Tribunal Regional Eleitoral (TRE) do estado, seis urnas, distribuídas nas cidades de Chapada dos Guimarães (MT) e Planalto da Serra (MT), operam com bateria interna, devido à falta de energia elétrica nos municípios. Apesar do transtorno, não foi registrado nenhum caso de votação manual, de acordo com o TRE. Até o momento, tiveram que ser substituídas 47 urnas em Mato Grosso, do total de mais de 6,4 mil utilizadas no estado.


Em Goiás, a cidade de Rio Verde, no sudoeste goiano, teve problema com falta de energia, mas a situação já foi normalizada. De acordo o TRE de Goiás, as urnas funcionaram com auxílio de baterias, por isso não houve alteração no ritmo da votação na região. Ao todo, 33 urnas foram substituídas em Goiás até o começa da tarde deste domingo.


A cidade João Costa, no Piauí, também foi atingida por fortes chuvas e falta de abastecimento de luz que, segundo o TSE do estado, já foi restabelecido. O TSE afirma ainda que a votação está transcorrendo normalmente. Até o início da tarde deste domingo, 27 urnas eletrônicas já haviam sido substituídas no Piauí.

Jornal Midiamax