Pelo menos 30 pessoas estão desaparecidas após o deslizamento de terra na BR-376, que interdita um trecho da rodovia desde a noite de segunda-feira (28). É a primeira vez que autoridades do Paraná dão informações sobre o possível número de vítimas, divulgado na manhã de hoje em pronunciamento da Força Tarefa que reúne Bombeiros, Defesa Civil e Polícia Científica do estado.

As autoridades também informaram que, sobrecarregada, a pista atingida pelo deslizamento pode desabar devido ao peso da terra. A terra da encosta se desprendeu na altura do km 669 na rodovia, próximo ao município de Guaratuba (PR), a 120 km de Curitiba. Desde então, duas mortes já foram confirmadas e seis pessoas foram resgatadas com vida.

De acordo com o comandante do Corpo de Bombeiros, coronel Vasco, o possível número de desaparecidos foi estimado levando em conta quantos ocupantes poderiam estar nos veículos arrastados pela lama e que ainda não foram encontrados. No total, pelo menos 15 carros de passeio e seis caminhões foram atingidos no deslizamento.

Apesar do esforço das autoridades para identificar possíveis vítimas, o trabalho de resgate na BR-376 é dificultado pelas condições meteorológicas da região, que continua sendo atingida por uma forte chuva.