Caso Henry: Monique Medeiros tem liberdade concedida e vai usar tornozeleira eletrônica

Monique estava presa desde abril de 2021
| 05/04/2022
- 14:50
Caso Henry: Monique Medeiros tem liberdade concedida e vai usar tornozeleira eletrônica

Monique Medeiros, do menino Henry Borel morto em março do ano passado com 4 anos, teve concedida a liberdade com uso de tornozeleira eletrônica nesta terça-feira (5). A decisão foi tomada após ela passar um ano atrás das grades.

A juíza do caso, Elizabeth Machado Louro, da 2º Vara Criminal, determinou que Monique seja monitorada com tornozeleira eletrônica. O padrasto do menino, o ex-vereador Jairinho continuará preso.

Relembre o caso

Monique e Jairinho estão presos desde 8 de abril deste ano acusados pela morte do menino Henry Borel. De acordo com as investigações, a morreu por conta de agressões do padrasto e pela omissão da mãe. Um laudo aponta 23 lesões por 'ação violenta' no dia da morte do menino.

Veja também

O mercado de juros começou a semana de lado, com oscilações restritas ao longo de...

Últimas notícias