Brasil sobe para 6ª posição no ranking GWEC de capacidade de energia eólica

Em 2012, o País ocupava o 15º lugar
| 04/04/2022
- 11:27
Brasil sobe para 6ª posição no ranking GWEC de capacidade de energia eólica
Foto: Divulgação

O Global Wind Energy Council (GWEC) divulgou nesta segunda-feira, 4, relatório completo, detalhado e analítico do setor eólico mundial e que mostra o Brasil subindo uma posição no Ranking de Capacidade Total Instalada de Energia Eólica Onshore em 2021, passando a ocupar a 6ª posição, informou a Associação Brasileira de Energia Eólica (Abeeólica). Em 2012, o País ocupava o 15º lugar, ressaltou a associação.

No ano passado, o Brasil foi também o terceiro País que mais instalou usinas eólicas no mundo, segundo o GWEC.

No ranking de capacidade instalada do ano passado, o Brasil registrava 21,5 gigawatts (GW) de capacidade instalada em usinas eólicas onshore, superado pela Espanha (28,3 GW); (40 GW); (56,8 GW); EUA (134,3 GW) e China (310,6 GW).

No olhar global, o Global Wind Report 2022 do Conselho Global de Energia Eólica mostra que a capacidade global aumentou 93,6 GW em 2021, levando a capacidade total acumulada de energia eólica para 837 GW, o que representa um crescimento ano a ano de 12%.

Veja também

A Lei Paulo Gustavo destina R$ 3,86 bilhões a trabalhadores do setor cultural afetados pela pandemia de covid-19 em todo o País

Últimas notícias