Anvisa adia aprovação de autoteste de covid e cobra mais informações ao Ministério da Saúde

Liberação dos autotestes foi pedida pelo Ministério da Saúde diante da explosão do número de casos com a chegada da variante ômicron
| 19/01/2022
- 20:32
Anvisa adia aprovação de autoteste de covid e cobra mais informações ao Ministério da Saúde
Divulgação

A (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) decidiu nesta quarta-feira (19) adiar a decisão sobre a liberação ou não da venda de autotestes de covid no país. A análise, iniciada hoje, foi provocada após o Ministério da Saúde enviar na quinta-feira (13) uma nota técnica defendendo a aprovação da liberação da oferta comercial de testes de covid-19, que possam ser aplicados autonomamente pelas próprias pessoas. 

O pedido feito pelo Ministério da Saúde semana passada ocorreu devido ao aumento de casos da doença em meio ao surto de novas variantes da Covid-19. Porém, nesta quarta-feira (19) quatro diretores decidiram pelo adiamento para cobrar mais dados do Ministério da Saúde.

Os autotestes são usados na Europa e nos Estados Unidos, mas, ainda não foram liberados do Brasil. No caso do autoteste, que deverá ser encontrado em farmácias, o próprio paciente é quem coleta a sua amostra, em casa, e tira o resultado conforme as instruções do fabricante.

"O objetivo dos autotestes é ampliar o acesso ao diagnóstico. Existem laboratórios, hospitais, há uma carência em nível mundial", disse o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga.

Com isso, ainda não há previsão de quando os autotestes estarão disponíveis no Brasil.

(Com supervisão de Guilherme Cavalcante) 

Veja também

As informações contam do relatório de estatísticas fiscais divulgado nesta segunda-feira pelo BC

Últimas notícias