A conversa da 3ª via foi sequestrada pelo 'caciquismo político', diz d’Ávila

E os caciques partidários não querem saber em discutir projeto de País
| 27/04/2022
- 11:51
A conversa da 3ª via foi sequestrada pelo 'caciquismo político', diz d’Ávila
Foto: CLP/Divulgação

O pré-candidato à presidência pelo Novo, Luiz Felipe d’Ávila, disse nesta quarta-feira (27) que a discussão da chamada terceira via, que se coloca como alternativa à polarização entre o presidente Jair Bolsonaro (PL) e o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), foi sequestrada por um "caciquismo político que não vai a lugar algum". A foi dada durante sabatina realizada pelo Uol/Folha.

"A discussão da 3ª via foi capturada pelos caciques partidários. E os caciques partidários não querem saber em discutir projeto de País. Estão preocupados em quantos deputados vão eleger. Porque o que dá dinheiro ao partido hoje é eleição de deputado federal", disse aos jornalistas. "(Os caciques) não almejam discutir um projeto de País, mas sim pensar no seu plano de poder", completou.

Questionado se o partido Novo foi chamado para participar das discussões da 3ª via, d’Ávila respondeu que a legenda foi convidada, mas se excluiu do debate por discordâncias de projetos para o Brasil.

"Qual é o slogan da 3ª via? Ser nem Lula nem Bolsonaro? Isso não vai ganhar a eleição. O que vai ganhar a eleição é se a 3ª via for a única via para geração de renda, emprego, retomada do crescimento econômico e salvar a das garras desses populistas", declarou o pré-candidato.

MDB, PSDB, União Brasil e Cidadania negociam o lançamento de um candidato único à Presidência. A previsão é de que o nome seja divulgado no próximo dia 18. Os líderes das siglas se reuniram nesta terça-feira em Brasília, mas ainda não bateram o martelo sobre os critérios para escolha do candidato.

Veja também

Últimas notícias