Brasil

TSE repudia fala de Bolsonaro sobre fraude no órgão eleitoral

Chefe do executivo também ameaçou a realização de eleições em 2022

Felipe Ribeiro Publicado em 10/07/2021, às 15h42

Falas do presidente acusam o TSE de fraude
Falas do presidente acusam o TSE de fraude - (Foto: Reprodução/Gabriela Biló)

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) emitiu nota de repúdio às falas do presidente Jair Bolsonaro, nesta sexta-feira (9), quando disse que havia fraude no TSE, em referência à ausência do voto impresso. O órgão, de maior autoridade em processos eleitorais no País, considerou lamentável o comentário do chefe do executivo, tanto na forma quanto em seu conteúdo.

O TSE elencou cinco tópicos para esclarecer o processo eleitoral e ratificar a legitimidade do voto em urna eletrônica do modo que acontece atualmente. Segundo a nota divulgada, o sistema é tão seguro que permitiu várias gestões a ocuparem o posto no Palácio do Planalto, desde 1996.

Ainda, o anúncio reforça que quando o PSDB solicitou a auditoria das eleições de 2014, o resultado mostrou que nenhuma irregularidade foi encontrada.

A nota prossegue informando que o corregedor-geral eleitoral já enviou ofício ao presidente para que ele apresente as supostas provas de fraude nas eleições de 2018, mas que não houve resposta.

O TSE também alertou que qualquer tentativa de impedir as eleições é uma ação que viola princípios constitucionais e é considerada crime de responsabilidade.

Ontem, em conversa com apoiadores, o presidente Jair Bolsonaro ameaçou a realização de eleições em 2022. “Não tenho medo de eleições. Entrego a faixa para quem ganhar no voto auditável e confiável. Da forma atual, corremos o risco de não termos eleições no ano que vem”.

Jornal Midiamax