O Ministério da Saúde pediu para o Ministério da Economia um crédito suplementar de R$ 5,2 bilhões a fim de custear despesas com a pandemia de Covid-19. O pedido foi realizado no último dia 29 de janeiro.

Sem novos recursos, o número de leitos destinados pelo governo federal a pacientes com a doença pode cair pela metade.

No pedido, o ministério argumenta que o dinheiro previsto para a saúde no orçamento da União, valor de R$ 136,7 bilhões que ainda aguarda votação do Congresso, já está todo comprometido.

Conforme publicado no jornal O Globo, o ofício com dois documentos e o pedido da verba foi enviado ao Ministério da Economia e à Casa Civil pelo secretário-executivo do Ministério da Saúde, Elcio Franco.