Brasil

Ministério da Saúde admite grande interesse em comprar doses da Sputnik

Nesta quarta-feira (3), o Ministério da Saúde afirmou que tem grande interesse em adquirir doses da vacina Sputnik V.

Dândara Genelhú Publicado em 03/02/2021, às 15h49

Foto: Arquivo Midiamax.
Foto: Arquivo Midiamax. - Foto: Arquivo Midiamax.

No Brasil, o leque de possibilidades de novos imunizantes contra a Covid-19 está cada vez mais aberto. Nesta quarta-feira (3), o Ministério da Saúde afirmou que tem grande interesse em adquirir doses da vacina Sputnik V.

O Ministério já comunicou a União Química, fabricante da vacina, que deseja adquirir doses urgentemente. De acordo com a CNN, a pasta ficou animada com os resultados do imunizante. Nesta semana, foi comprovada a eficácia de 91,6% da Sputnik.

Assim, com a mudança do texto de exigências da Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária), não será mais pedido que a vacina esteja na fase três de testes no Brasil. Então, o imunizante da União Química, que via a exigência como barreira, deve se beneficiar da modificação. A farmacêutica havia solicitado a liberação provisória da vacina russa Sputnik V, mas ainda não conseguiu autorização para iniciar os estudos em solo brasileiro.

Na semana passada, o secretário executivo do Ministério da Saúde, Élcio Franco, afirmou ao presidente da União Química, Fernando Marques, que o país “está disposto a formalizar tratativas comerciais com essa empresa para a eventual aquisição de lotes do imunizante”. Em ofício ele disse que a pasta pretende “aumentar o mais brevemente possível a oferta de imunizantes à população brasileira”.

Jornal Midiamax