Brasil

Maia desiste de abrir processo de impeachment do presidente Bolsonaro

O presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), descartou hoje a possibilidade de acatar uma das dezenas de solicitações de abertura do processo de impeachment contra o presidente Jair Bolsonaro nas horas finais do seu mandato na casa. A decisão foi anunciada em uma reunião com a presença de integrantes da oposição. Desde ontem, o comandante […]

Carolina Rocha Publicado em 01/02/2021, às 14h53

Foto: Vitor Jubini
Foto: Vitor Jubini - Foto: Vitor Jubini

O presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), descartou hoje a possibilidade de acatar uma das dezenas de solicitações de abertura do processo de impeachment contra o presidente Jair Bolsonaro nas horas finais do seu mandato na casa. A decisão foi anunciada em uma reunião com a presença de integrantes da oposição.

Desde ontem, o comandante da Câmara estava cogitando abrir tal processo, após ficar irritado ao ser avisado pelo DEM que o partido não iria mais compor formalmente a aliança em apoio à candidatura de Baleia Rossi (MDB-SP) à presidência da Casa.

Também aconteceu uma falha tecnológica no sistema da Câmara, o que impediu o registro dentro do prazo do bloco de apoio à candidatura do emedebista. Próximo ao meio-dia, horário final para inscrição, o sistema travou e isso só trouxe mais incerteza ao processo sucessório na Câmara.

Com isso, os apoiadores de Arthur Lira (PP-AL), que é o principal concorrente de Baleia Rossi (MDB-SP), estão tentando impedir que o bloco de apoio a Baleia. Se essa articulação der certo, os apoiadores de Lira vão ficar com o maior bloco da casa, constituído já há uma semana, e ficarão com cinco das seis vagas na Mesa da Diretoria da Casa.

No entanto, a expectativa é que Maia consiga reverter e validar o bloco fora do prazo, tomando tal decisão nas próximas horas.

Jornal Midiamax