Brasil

Doses de Coronovac que ficaram sem refrigeração ainda poderão ser usadas, afirma Fiocruz

As mais de 720 doses da Coronavac que haviam sido armazenadas de forma irregular no Hospital Federal de Bonsucesso, no Rio, são seguras para uso e não precisarão ser descartadas. A garantia é da SMS (Secretaria Municipal de Saúde), amparada em análise da Fiocruz. “O Instituto Nacional de Controle e Qualidade em Saúde da Fiocruz […]

Agência Estado Publicado em 02/02/2021, às 09h51

Frasco da Coronavac. (Foto ilustrativa | Henrique Arakaki, Jornal Midiamax)
Frasco da Coronavac. (Foto ilustrativa | Henrique Arakaki, Jornal Midiamax) - Frasco da Coronavac. (Foto ilustrativa | Henrique Arakaki, Jornal Midiamax)
As mais de 720 doses da Coronavac que haviam sido armazenadas de forma irregular no Hospital Federal de Bonsucesso, no Rio, são seguras para uso e não precisarão ser descartadas. A garantia é da SMS (Secretaria Municipal de Saúde), amparada em análise da Fiocruz. “O Instituto Nacional de Controle e Qualidade em Saúde da Fiocruz (INCQS/Fiocruz) analisou os relatórios do ocorrido e informações técnicas do fabricante da vacina e considerou que há segurança para o uso das doses em questão”, informou a SMS nesta terça-feira, 2.

Segundo a pasta, o órgão da Fiocruz recomendou que a aplicação dessas doses seja feita no período de até duas semanas. A secretaria informou que recebeu o documento liberando o uso das vacinas na segunda-feira e que está decidindo para onde elas serão enviadas.

O lote com mais de 720 doses da Coronavac correu o risco de ser descartado devido a uma queda de energia ocorrida no dia 24 do mês passado no Hospital Federal de Bonsucesso, onde estavam armazenadas. Isso porque a vacina precisa ficar guardada em uma temperatura entre 2ºC e 8ºC. Como elas ficaram um período sem a devida refrigeração, havia o temor de que a qualidade tivesse ficado comprometida.

Jornal Midiamax