Brasil

Considerado praga, pássaro que vive em bandos chega ao Brasil e gera preocupação

Especialistas estão em alerta devido a sua característica de predar pequenos animais, destruir lavouras e transmitir doenças

Maria Eduarda Fernandes Publicado em 08/12/2021, às 16h03

Estorninho chega ao Brasil e já se espelhou por cinco cidades gaúchas
Estorninho chega ao Brasil e já se espelhou por cinco cidades gaúchas - Divulgação

O pássaro 'estorninho', praga com potencial se espalhar pelo Brasil, está deixando especialistas em alerta. O motivo é por sua caraterística de predar pequenos animais, destruir lavouras e principalmente transmitir doenças.

“O estorninho consta na lista das cem piores espécies exóticas invasoras, elaborado anos atrás pela IUCN (União Internacional para a Conservação da Natureza)”, esclarece ao portal UOL a engenheira Sílvia Ziller, fundadora do Instituto Hórus de Desenvolvimento e Conservação Ambiental.

As aves chegaram ao Brasil pela região Sul, e já se espalharam por cinco cidades gauchas. Isso porque o Uruguai possui uma fronteira “seca” com o Brasil. O estorninho já pode ser avistado em pequenos bandos, tanto em áreas rurais quanto urbanas.

Como identificar a ave

São aves que se aglomeram em grande número e fazem evoluções de forma sincronizada, como se fossem um corpo só. Apesar de ser uma espécie parente da gralha, pode se comportar como um corvo. Possuem em média 21,5 centímetros de comprimento e pesam de 70 a 100 gramas. Sua cor é escura, com manchas brancas nas penas e uma plumagem iridescente no peito, nuca e costas, compete com a fauna nativa por alimento e locais para fazer seu ninho.

Jornal Midiamax