Brasil

Casa para idosos em Juiz de Fora tem 30 infectados e três mortos por Covid-19

A prefeitura de Juiz de Fora notificou à Secretaria de Estado de Saúde (SES-MG) e ao Ministério da Saúde 30 casos de infecção e três óbitos por Covid-19 no Residencial Despertar, instituição de longa permanência para idosos na cidade do Centro-Sul de Minas Gerais. De acordo com a prefeitura, uma vistoria da Vigilância Sanitária constatou […]

Da Redação Publicado em 01/01/2021, às 11h54

Foto: EBC/Eduardo Bovo
Foto: EBC/Eduardo Bovo - Foto: EBC/Eduardo Bovo

A prefeitura de Juiz de Fora notificou à Secretaria de Estado de Saúde (SES-MG) e ao Ministério da Saúde 30 casos de infecção e três óbitos por Covid-19 no Residencial Despertar, instituição de longa permanência para idosos na cidade do Centro-Sul de Minas Gerais.

De acordo com a prefeitura, uma vistoria da Vigilância Sanitária constatou que a residência foi separada em dois ambientes: o primeiro piso foi destinado a residentes que apresentam quadro positivo para Covid-19 e o segundo, para os que não estão contaminados. Também haveria equipes distintas para atuar em cada área de profissionais para monitorar os pacientes. O isolamento de parte deles, de acordo com a prefeitura, terminou nessa quinta-feira (31).

Não é a primeira vez que mortes por Covid-19 ocorrem em uma casa para idosos em Juiz de Fora durante a pandemia. Em junho, uma instituição chegou a ser indiciada após o óbito de sete moradores.

A reportagem entrou em contato com o Residencial Despertar para que ele se posicionasse e aguarda retorno. A SES-MG também foi procurada para explicar quais providências tomou ou tomará a respeito do caso.

A notificação foi realizada pela antiga gestão da cidade, sob comando de Antônio Almas (PSDB). Nesta sexta-feira (1º), toma posse a nova prefeita, Margarida Salomão (PT).

Jornal Midiamax