Brasil

VÍDEO: filmagem de entregador sendo humilhado em condomínio de luxo viraliza na internet

Um vídeo, publicado na noite de quinta-feira (7) na internet, mostra um homem humilhando um jovem que trabalha como entregar de alimentos por aplicativo. Nas imagens é possível ver o autor dizendo “você tem inveja disso aqui” ao apontar para a braço, dando a entender que o trabalhador possuía inveja de pele branca. As imagens […]

Gabriel Neves Publicado em 07/08/2020, às 13h50 - Atualizado às 14h23

A vítima registrou um Boletim de Ocorrência. (Foto: reprodução internet)
A vítima registrou um Boletim de Ocorrência. (Foto: reprodução internet) - A vítima registrou um Boletim de Ocorrência. (Foto: reprodução internet)

Um vídeo, publicado na noite de quinta-feira (7) na internet, mostra um homem humilhando um jovem que trabalha como entregar de alimentos por aplicativo. Nas imagens é possível ver o autor dizendo “você tem inveja disso aqui” ao apontar para a braço, dando a entender que o trabalhador possuía inveja de pele branca.

As imagens foram gravadas na última sexta-feira (31), mas foram postadas na noite de ontem e viralizaram nas redes sociais. Segundo o site G1, o caso aconteceu em um condomínio de luxo na cidade de Valinhos (SP).

Conforme publicado no G1, a vítima do ato revelou ser a segunda vez que realiza uma entrega na mesma casa, na primeira vez o rapaz já havia percebido um tom grosseiro do cliente e na segunda ocorreu o que é possível ver na gravação.

A publicação postada no Instagram já conta com quase 100 mil visualizações e centenas de comentários como: “Tristeza, eu espero que o rapaz esqueça essas palavras maldosas que foram ditas para ele, porque ninguém merece escutar isso”, escreveu uma internauta.

No twitter as imagens também foram compartilhadas e respostadas por diversas pessoas e páginas.

Na data da filmagem, a Guarda Municipal foi acionada para ir até o local e levram todos os envolvidos para a delegacia, o G1 relata que a vítima registrou um Boletim de Ocorrência (B.O).

Jornal Midiamax