Jovens skatistas utilizaram um Opala de rampa para fazer manobras. O carro estava parado em um estacionamento privado do Rio de Janeiro. Dois dos envolvidos são youtubers do canal 3Sskaters e postaram um vídeo intitulado “Destruindo carros! Deu Polícia”, que causou revolta na internet.

Na gravação, os jovens aparecem fazendo manobras de skate sobre o capô do Opala e de um Chevrolet Chevette. Assim, durante as manobras, um policial militar apareceu nas gravações e acompanhado de um funcionário do estabelecimento questiona o grupo.

Então, um deles informou ao PM que o Opala é de “um conhecido” e que “sempre anda” no local quando chove. Ao final da conversa, todos foram liberados.

Revolta

Skatistas usam Opala estacionado como rampa e vídeo gera revolta
Foto: Reprodução.

A depredação gerou revolta nos grupos de pessoas que colecionam e admiram carros antigos. Em reportagem da Uol, dois proprietários de Opala que assistiram ao vídeo e frequentam o supermercado, afirmam que o carro usado como rampa de skate está há muito tempo no mesmo local.

“Esse carro está abandonado há pelo menos dois anos nesse estacionamento. Já tem alguns podres na lataria e a pintura está desgastada, necessita de alguns cuidados. Um amigo meu até está interessado em comprá-lo”, disse o professor aposentado Francisco Esteves, que segundo a Uol, é fã do clássico da Chevrolet.

Youtubers

A equipe da Uol entrou em contato com Rodrigo Panajotti e Diego Guerra, que são donos do canal 3Sskaters. O canal tem cerca de 2,2 milhões de inscritos.

Ao Portal, Panajotti respondeu que o Comodoro, Opala parado, é de um “amigo”. Porém, em mensagens de áudio, o rapaz se recusou a identificá-lo. Então, também não explicou o porquê alguém autorizaria a depredação do próprio carro.

Procurados pela equipe da Uol Carros, o Grupo Pão de Açúcar, dono do Extra, e a Estapar, responsável pela administração do estacionamento informaram que devem tomar providências. O grupo disse ainda que quando soube do ocorrido, interrompeu as atividades do grupo. Por fim, a Estapar se comprometeu, informando que “está tentando contato com a cliente e, em conjunto com o Extra, vai prestar todo o atendimento necessário”.