Brasil

Pacientes são retirados às pressas de hospital em chamas no Distrito Federal

Pacientes do Hospital Santa Luzia, em Brasília, tiveram que recuar às pressas após um incêndio ter se iniciado na casa de máquinas do prédio na manhã deste sábado (29). De acordo com os bombeiros, o incêndio começou por volta das 10h do horário local, no quinto andar do hospital privado, que fica na Asa Sul […]

Matheus Maderal Publicado em 29/08/2020, às 14h04

(Foto: reprodução/TV Globo)
(Foto: reprodução/TV Globo) - (Foto: reprodução/TV Globo)

Pacientes do Hospital Santa Luzia, em Brasília, tiveram que recuar às pressas após um incêndio ter se iniciado na casa de máquinas do prédio na manhã deste sábado (29). De acordo com os bombeiros, o incêndio começou por volta das 10h do horário local, no quinto andar do hospital privado, que fica na Asa Sul da capital federal.

As chamas e uma fumaça escura podiam ser vistas de longe. Muitos parentes de internos e funcionários ficaram na calçada, a espera de informações. Alguns doentes foram levados, em macas e cadeiras de rodas, para o estacionamento do hospital.

A fumaça atingiu três andares do prédio, mas de acordo com informações do portal G1, os bombeiros disseram que não houve feridos e que as chamas foram controladas pouco antes das 11h.

Em nota, o Hospital Santa Luzia disse que o incêndio foi em um equipamento instalado no telhado da unidade e “que foi rapidamente controlado pela Brigada de Incêndio e pelo Corpo de Bombeiros”. O hospital disse ainda que foi realizada “uma evacuação preventiva de pacientes, cumprindo corretamente o que determina o protocolo de segurança”.

Ainda de acordo com relatos de pacientes ao G1, a sirene de incêndio não foi acionada. O hospital não se manifestou sobre o assunto, mas os bombeiros afirmaram que “não faz parte do protocolo o acionamento de sirene em hospitais”.

Jornal Midiamax