Brasil

Menino de 5 anos pega o celular da mãe e gasta mais de R$200 em hambúrgueres

Ninguém segura essa criançada na quarentena. A Erica Batista, mãe do pequeno Davi, de 5 anos, garante isso com absoluta certeza, já que tomou um baita susto ao verificar na tela do celular, uma compra de R$ 225 em lanches do McDonald’s. Ela contou ao jornal Extra, que deixou o celular de lado por alguns […]

Cleber Rabelo Publicado em 10/06/2020, às 14h13

Reprodução, Internet
Reprodução, Internet - Reprodução, Internet

Ninguém segura essa criançada na quarentena. A Erica Batista, mãe do pequeno Davi, de 5 anos, garante isso com absoluta certeza, já que tomou um baita susto ao verificar na tela do celular, uma compra de R$ 225 em lanches do McDonald’s.

Ela contou ao jornal Extra, que deixou o celular de lado por alguns minutos, o que foi suficiente para o menino entrar no aplicativo iFood e abusar do serviço delivery. “Essa quarentena tá deixando o Davi muito arteiro”, resumiu.

Depois da tensão inicial ao ver aquele comprovante, ainda mais nessa crise toda, Erica respirou fundo e soltou gargalhadas. “Gente, sério, eu não consigo parar de rir”, conta.

Ela compartilhou o momento inusitado no Facebook, o que rendeu mais de 55 mil reações e 34 mil compartilhamentos. Confira o diálogo descrito por ela, no momento em que percebeu o tanto de lanche que o filho pediu:

“Eu prontamente olho pra cara dele e pergunto: ‘Davi, o que você fez?’. Ele disse: ‘Pedi hambúrguer pelo iFood no McDonald’s’. Quando eu olho o valor: R$ 225 de quarteirão (entram aqui muitas risadas em forma de ‘k’ no post original), já pago pro cartão de crédito!”, escreveu Erica. “Ele virou pra mim e disse: ‘Mãe, o entregador veio rápido porque pedi duas vezes pra ele entregar mais rápido’ (mais risadas). Eu falei: ‘Garoto, você pediu R$ 225 de hambúrgueres’. E ele me falou: ‘Ué, deu caro porque o hambúrguer aumentou'”.

Menino de 5 anos pega o celular da mãe e gasta mais de R0 em hambúrgueres
Reprodução, Facebook

Erica contou que tinha ido ao mercado, enquanto isso, Davi estava com o pai. Já o celular dela ficou carregando, o filho aproveitou esse momento para mexer no aparelho.

“Quando eu chego do mercado, escuto uma mensagem. Era simplesmente do iFood, dizendo que o entregador está chegando com seu pedido”, contou a mãe de Davi.

Erica ainda teve a ideia de colocar à venda os hambúrgueres que não conseguiu dividir com os familiares, e conseguiu vender. O Davi não gostou muito disso. ‘Mãe, agora você tá me devendo, pois eu ajudei a promover seu negócio, agora você pode vender hambúrguer também’, contou.

Jornal Midiamax