Brasil

Em vídeo, bolsonarista ataca médica em hospital do DF: “Louca, doente”

Um bolsonarista atacou uma médica na porta do Hospital Regional de Ceilândia, no Distrito Federal nesta semana. No vídeo, aparece o militante governista xinga a profissional da linha de frente do combate à pandemia e se declara apoiador do presidente Jair Bolsonaro. “Agora, é só covid, só covid. É lamentável a nossa situação. Os moradores […]

Diego Alves Publicado em 12/06/2020, às 21h14 - Atualizado às 21h30

Reprodução
Reprodução - Reprodução

Um bolsonarista atacou uma médica na porta do Hospital Regional de Ceilândia, no Distrito Federal nesta semana. No vídeo, aparece o militante governista xinga a profissional da linha de frente do combate à pandemia e se declara apoiador do presidente Jair Bolsonaro.

“Agora, é só covid, só covid. É lamentável a nossa situação. Os moradores de Ceilândia merecem respeito. E queremos nosso pronto-socorro de volta, para amanhã, para ontem”, diz o homem, no vídeo, que começou a circular nesta sexta-feira (12) nas redes sociais, publicou o site da Revista Fórum.

“Entra lá para você ver a situação da Covid. Entra lá para você ver, seu irresponsável”, afirmou a médica. Com a negativa do bolsonarista, a profissional esbravejou: “Fora daqui”. “Tira o dedo da minha cara”, respondeu o homem.

“Isso aqui, ó, é puxa-saco do secretário de Saúde. Só tá morrendo gente de covid? Não”, continua o bolsonarista, com a câmera, para então agredir a médica verbalmente: “Vai cuidar da sua vida, louca, doente. Vai se internar. Arruma um psiquiatra para essa mulher aí. Arruma aí. Sua petista. Sai daqui, pão com mortadela. É petista. Prefiro ser Bolsonaro do que uma petista.”

Ceilândia é a região do Distrito Federal com mais casos e mortes por coronavírus, segundo dados do governo. (Informações do site da Revista Fórum)

Jornal Midiamax