Cacique apresentou um quadro depressivo após a morte da esposa por diabetes. Raoni é conhecido internacionalmente pela defesa dos direitos dos povos indígenas e é líder do povo Kayapó.

Desde quinta-feira (16) o cacique Raoni Metuktire, 89 anos, está internado em um hospital de Colíder,no Mato Grosso. Conhecido internacionalmente o líder da etnia Kayapó teve complicações gastrointestinais e desidratação.

Segundo o site G1, a direção do Instituto Raoni disse que o cacique apresentou um quadro depressivo após a morte da esposa há um mês e, sem conseguir se recuperar com remédios tradicionais, foi internado.

Testes preventivos para o coronavírus, causador da Covid-19, foram feitos no cacique, mas tiveram resultados negativos.

Raoni segue internado, mas já está se alimento e deve receber alta em cinco dias.

O cacique vive no Parque Nacional do Xingu, em São José do Xingu, a 931 km de Cuiabá.