Brasil

Paty Bumbum tem prisão convertida para preventiva pela Justiça do Rio de Janeiro

Nesta quarta-feira (5) a Justiça do Rio de Janeiro decretou prisão a Patricia Silva dos Santos, conhecida como Paty Bumbum. Indiciada por associação criminosa, estelionato e exercício ilegal da medicina, Paty e outras duas pessoas são acusadas de oferecer procedimentos estéticos com emprego de produtos autorizados apenas para médicos. Segundo o site Uol, a decisão […]

Da Redação Publicado em 05/09/2018, às 17h57 - Atualizado às 17h59

None

Nesta quarta-feira (5) a Justiça do Rio de Janeiro decretou prisão a Patricia Silva dos Santos, conhecida como Paty Bumbum. Indiciada por associação criminosa, estelionato e exercício ilegal da medicina, Paty e outras duas pessoas são acusadas de oferecer procedimentos estéticos com emprego de produtos autorizados apenas para médicos.

Segundo o site Uol, a decisão foi tomada pelo juiz Aylton Cardoso Vasconcellos, da 2ª Vara Criminal de Jacarepaguá, na zona oeste carioca. Paty foi presa pela Polícia Civil em sua casa em Curicica, também localizada na zona oeste do Rio, no dia 6 de agosto, por suspeita de envolvimento na morte da modelo Mayara Silva dos Santos. A polícia investiga a morte de Mayara, tendo a suspeita de que a modelo morreu durante um procedimento de aplicação de silicone industrial.

De acordo com a Justiça do Rio de Janeiro, a prisão preventiva definida nesta quarta (5) aconteceu devido a denúncia de outros pacientes que foram prejudicados. Segundo denúncia do MP (Ministério Público), Paty se apresentava como biomédica junto com Valéria dos Santos Reis. Josman Francisco da Silva se apresentava como enfermeiro. Segundo a promotoria, os três faziam isso desde 2015.

Para decidir pela prisão preventiva, o juiz destacou que o trio não se preocupava com a saúde dos pacientes e estava interessado apenas no lucro com a realização das cirurgias.

Jornal Midiamax