Brasil

Incêndio no Museu Nacional destrói coleções e exposições

Informações preliminares sobre o incêndio que atinge na noite de hoje (2) o Museu Nacional do Rio de Janeiro, na Quinta da Boa Vista, em São Cristóvão, na zona norte da capital fluminense, não deixou vítimas. Porém, destrói coleções inteiras e as exposições que estavam em duas áreas da frente do prédio principal. O incêndio que atinge o edifício histórico de 200 anos […]

Agência Brasil Publicado em 02/09/2018, às 22h37 - Atualizado às 23h02

Incêndio atinge prédio do Museu Nacional do Rio de Janeiro, na Quinta da Boa Vista, na zona norte da cidade - Vitor Abdala/ Agência Brasil
Incêndio atinge prédio do Museu Nacional do Rio de Janeiro, na Quinta da Boa Vista, na zona norte da cidade - Vitor Abdala/ Agência Brasil - Incêndio atinge prédio do Museu Nacional do Rio de Janeiro, na Quinta da Boa Vista, na zona norte da cidade - Vitor Abdala/ Agência Brasil

Informações preliminares sobre o incêndio que atinge na noite de hoje (2) o Museu Nacional do Rio de Janeiro, na Quinta da Boa Vista, em São Cristóvão, na zona norte da capital fluminense, não deixou vítimas. Porém, destrói coleções inteiras e as exposições que estavam em duas áreas da frente do prédio principal.

O incêndio que atinge o edifício histórico de 200 anos começou por volta das 19h30 deste domingo. De acordo com a assessoria de imprensa do Museu Nacional, as chamas atingiram as salas da administração, além dos locais em que havia exposições e coleções inteiras.

O levantamento completo do que está sendo destruído ainda não pôde ser realizado, porque o fogo é intenso no local e há riscos de explosões. De acordo com a assessoria, no momento em que houve o incêndio, os quatro seguranças que estavam no prédio conseguiram escapar.

O edifício foi residência da família real brasileira e tem um dos acervos mais importantes do país, são mais de 20 milhões de peças em distintas áreas.

Homens de quatro quartéis do Corpo de Bombeiros trabalham no local, que fica dentro do parque nacional da Quinta da Boa Vista. O prédio tem três andares e o fogo toma de conta de boa parte da construção.

Jornal Midiamax