Brasil

Grupo de 233 venezuelanos deixa Roraima

Imigrantes foram levados para Manaus e São Paulo

Ana Clara Santos Publicado em 04/05/2018, às 14h46 - Atualizado às 14h53

None

Nesta sexta-feira (4), um grupo de 233 venezuelanos que estavam em Roraima foram levados para outros estados brasileiros na tentativa de desafogar o fluxo de imigrantes na fronteira. Em Manaus desembarcaram 164 imigrantes e mais 69 serão levados para São Paulo em um voo fretado pela FAB (Força Aérea Brasileira).

De acordo com informações do G1, esse foi o segundo deslocamento de venezuelanos para outros estados e faz parte da interiorização dos imigrantes, realizada pelo Governo Federal e pela ONU (Organização das Nações Unidas) em uma iniciativa de ajudar os imigrantes a terem novas oportunidades em outros lugares do Brasil.

Quando chegam a esses estados os venezuelanos são acolhidos em abrigos e, em Manaus serão levados para três deles mantidos pela Igreja Católica. Com a chegada dos imigrantes, nesta sexta-feira, será inaugurada a Casa de Acolhida Santa Catarina de Sena, que receberá 126 imigrantes que viviam em situação de vulnerabilidade em Roraima.

Com a interiorização dos imigrantes o governo brasileiro espera que ocorra um ordenamento da fronteira e que eles tenham as condições mínimas para viver e sejam reduzidos os problemas gerados pelo fluxo migratório em Roraima.

O OIM (Agência das Nações Unidas para Imigrações) tem apoiado esse processo e a coordenadora de campo da Agência, Ayssissy Rodrigues, explicou que acompanha todo o processo desde a identificação dos imigrantes que queiram sair de Roraima até os destinos para os quais eles serão levados.

“Temos apoiado toda estratégia de interiorização do governo brasileiro desde a etapa da identificação de vagas, identificação dos imigrantes que, voluntariamente desejem se interiorizar, passando por todo apoio técnico e logístico do processo até abrigo de destino das cidades acolhedoras. Estamos felizes em apoiar essa oportunidade de integração aos imigrantes venezuelanos”, disse a representante.

Futuros acolhimentos

De acordo com a Casa Civil da Presidência da República, novas interiorizações serão realizadas nos próximos meses, mas a quantidade de pessoas e os destinos não foram divulgados.

Em abril deste ano foi realizada a primeira fase de deslocamento dos imigrantes, quando 199 venezuelanos foram levados para São Paulo e 66 para Cuiabá.

Com informações do G1

Jornal Midiamax