Brasil

‘Dr. Bumbum’ teve a prisão decretada no RJ, mas está foragido

Médico realizava procedimentos cirúrgicos no próprio apartamento

Egina Becker Publicado em 17/07/2018, às 15h05 - Atualizado às 15h05

Dr. Bumbum, foragido da justiça do RJ (Foto: Reprodução/Redes Sociais)
Dr. Bumbum, foragido da justiça do RJ (Foto: Reprodução/Redes Sociais) - Dr. Bumbum, foragido da justiça do RJ (Foto: Reprodução/Redes Sociais)
‘Dr. Bumbum’ teve a prisão decretada no RJ, mas está foragido
Dr. Bumbum, foragido da justiça do RJ (Foto: Reprodução/Redes Sociais)

Conhecido como ‘Dr. Bumbum’, o médico Denis Cesar Barros Furtado teve a prisão temporária decretada pela justiça do Rio de Janeiro (RJ) após ser indiciado por homicídio qualificado. Segundo investigações, o médico teria realizado, de forma ilegal, uma cirurgia que levou uma das pacientes à morte.

A delegada da 16ª Delegacia de Polícia do RJ, Adriana Belém, disse serem quatro os envolvidos no crime que resultou a morte de uma das pacientes do médico, a bancária Lilian Calixto de 46 anos. Todos os foram indiciados por homicídio doloso e associação criminosa.

Denis, a mãe, Maria de Fátima, bem como a namorada, Renata Fernandes, tiveram a prisão decretada, mas somente Renata está presa. Rosilane Pereira da Silva, que emprestou o nome para o médico abrir a clínica onde, na realidade, funciona um salário de beleza, foi indiciada, mas não teve a prisão decretada.

O caso

Lilian, de 46 anos, procurou Denis Cesar para realizar um procedimento estético para aumentar o bumbum. Segundo informações, Denis teria realizado a cirurgia de forma ilegal, na cobertura do seu apartamento na Barra da Tijuca.

A mulher, que saiu de Cuiabá para encontrar o médico no Rio de Janeiro, teve complicações e precisou ser socorrida e encaminhada ao hospital Barra D’Or. Contudo, pelo estado grave em que chegou ao hospital, acabou morrendo na madrugada do último domingo (15).

A Polícia do RJ informou que Denis e a namorada, Renata, chegaram a acompanhar Lilian até o hospital, mas após saber da morte da paciente, deixaram o local. Quando Renata procurou o rapaz que levou Lilian para o apartamento, onde o procedimento fio feito, para devolver seus pertences, acabou sendo presa, mas Denis conseguiu fugir.

Outros processos

Denis Cesar possui diferentes passagens pela polícia, e consta como réu em mais de dez processos na justiça do Rio de Janeiro. Entre os crimes que responde estão homicídio, porte de arma, violação de domicílio, além das anotações antigas como homicídio, ameaça, entre outros.

Jornal Midiamax