Dono da empresa Dolly é solto pela justiça de São Paulo

Laerte Codonho ficou 8 dias preso
| 19/05/2018
- 13:29
Dono da empresa Dolly é solto pela justiça de São Paulo

Após oito dias preso por fraude fiscal, Laeste Codono, dono da empresa Dolly, foi solto nesta sexta-feira (18) pela justiça de São Paulo. Codonho foi preso no último dia 10, após acusação do Ministério Público (MP) por organização criminosa e lavagem de dinheiro.

Conforme denúncia, a companhia de refrigerantes demitia funcionários e os recontratava visando fraudar pagamentos ao INSS. Os valores da fraude chegam a R$ 4 bilhões em 20 anos de prática e, segundo promotores, atualmente a Dolly é uma das maiores devedoras do estado de São Paulo.

Dono da empresa Dolly é solto pela justiça de São Paulo
Foto: Nelson Antoine/Estadão

Ao chegar  à delegacia do 77º DP (Distrito Policial), Santa Cecília, onde estava preso temporariamente, Codonho se defendeu dizendo estar sendo detido devido a uma perseguição da Coca-Cola.

Embora tenha sido solto, Laerte deverá se apresentar todo mês à Justiça e não poderá ter contato com os demais investigados, nem sair de casa nos finais de semana.  Além de Laerte, foi solto também o ex-gerente financeiro, César Requena Mazzi. Já o ex-contador, Rogério Raucci, permanece detido.

 

Veja também

O presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), ministro Edson Fachin, enviou hoje (8) ofício ao...

Últimas notícias