Brasil

Vereador é preso após pousar de helicóptero em praia

Banhistas acionaram a PM

Diego Alves Publicado em 27/01/2017, às 23h44

None
praia.jpg

Banhistas acionaram a PM

O vereador de Belo Horizonte Rubens Gonçalves de Brito (PSDB), o Bim da Ambulância, foi preso após pousar de helicóptero na praia da Bacutia, em Guarapari (ES), na manhã desta sexta-feira (27). Além de Bim e do piloto, estava na aeronave um outro passageiro.

Pouco depois da descida, alguns banhistas acionaram a PM (Polícia Militar), que deu voz de prisão ao vereador.

De acordo com o delegado da Delegacia de Crimes Contra o Patrimônio e de Infrações de Guarapari, Marcos Luiz Nery, responsável pela ocorrência, o vereador vai responder pelos crimes previstos no artigo 132 do Código Penal: "expor a vida ou a saúde de outrem a perigo", e no artigo 261: "expor a perigo embarcação ou aeronave, própria ou alheia". Se condenado, Bim da Ambulância pode pegar de três a seis anos e meio de prisão.

"Recebemos a denúncia que tinha um helicóptero pousando na praia. Entramos em contato com um militar que estava responsável pela ocorrência e fomos ao local. Realmente tinha a aeronave. Constatamos que expôs a saúde das pessoas que estavam ali a perigo de vida e também expôs a própria aeronave", explicou.

Segundo o delegado, a ocorrência será enviada ao juiz federal que será responsável pela liberdade provisória ou a manutenção da prisão do parlamentar.

A aeronave, que foi alugada, foi apreendida e levada para o aeroporto de Guarapari. De acordo com o delegado, a hora de voo do helicóptero custa, em média, cerca de R$ 3 mil.

O UOL não conseguiu localizar advogado do vereador. As chamadas para o telefone do gabinete de Bim da Ambulância na Câmara de Belo Horizonte na noite desta sexta-feira (27) não foram atendidas.

Jornal Midiamax