Brasil

Startup desenvolve molécula que impede metástase e promete ser aliada no combate ao câncer

Anticorpo impede que células cancerígenas se espalhem pelo corpo

Tatiana Marin Publicado em 26/11/2017, às 16h46

None

Anticorpo impede que células cancerígenas se espalhem pelo corpo

200 graus abaixo de zero, no laboratório de uma startup na zona oeste de Ribeirão Preto (SP), está uma molécula que promete impedir o processo de metástase e ser importante aliada da medicina no combate ao câncer.

A pesquisadora Sandra Faça diz que o anticorpo monoclonal, como a substância é chamada, age diretamente nas células cancerígenas, impedindo que elas se “desgrudem” do tumor e se espalhem pelo corpo do paciente.

“A gente conseguiu impedir a metástase, essa característica ramificada da célula, esse desprendimento do tumor para outras partes do corpo. São todos resultados in vitro, mas que evidenciam muito a possibilidade de realmente atuar na metástase”, diz.

O estudo está sendo desenvolvido desde 2009 e, testes feitos em camundongos apontam que a molécula conseguiu reduzir pela metade o tamanho do tumor. Isso significa que, em casos de câncer na fase inicial, a chance de cura é maior.

“Ela age especificamente no alvo. Quando a gente fez terapia combinada e utilizou nossa molécula junto com o medicamento que já é utilizado atualmente, nós observamos uma redução ainda maior desse tumor”, afirma Sandra.

Startup desenvolve molécula que impede metástase e promete ser aliada no combate ao câncer

Devido aos resultados promissores, os pesquisadores também registraram a patente do anticorpo nos Estados Unidos. O próximo passo do estudo é identificar os pacientes com câncer mais indicados para esse tipo de tratamento.

“O desenvolvimento de um novo medicamento padrão leva vários anos. Espero que, nos próximos dois anos, a gente possa finalizar essa preparação da amostra para, aí sim, ser utilizado em pacientes e chegar na fase de desenvolvimento clínico”, diz.

Jornal Midiamax