Lula desiste de receber homenagem da Inconfidência em Minas Gerais

Assessoria de Lula diz que a desistência não tem ligação com as delações da Odebrecht
| 17/04/2017
- 22:26
Lula desiste de receber homenagem da Inconfidência em Minas Gerais

Assessoria de diz que a desistência não tem ligação com as delações da Odebrecht

O ex-presidente Lula não irá à cerimônia em Ouro Preto (MG) no próximo dia 21, em que seria homenageado com a entrega da Medalha de Inconfidência, a convite do governador Fernando Pimentel (PT). 

De acordo com o instituto Lula, a desistência não tem ligação com as delações da Odebrecht que vieram públicas na semana passada e teria sido decidida antes disso.Ainda segundo o instituto, uma das razões seria o fato do ex-presidente já ter recebido o Grande Colar, grau máximo da Medalha da Inconfidência, em 2003.

Na ocasião, Lula obteve a homenagem do então governador de Minas Gerais, Aécio Neves (PSDB). Em 2001, a ex-presidente Dilma Rousseff também recebeu o Grande Colar em 2011, do governador Antônio Anastasia (PSDB). Ano passado, o ex-presidente do Uruguai José "Pepe" Mujica foi o principal nome da cerimônia.

Com Lula engatilhando sua candidatura para 2018, a homenagem poderia ganhar ares de ato político, como a reinauguração das obras de transposição do rio São Francisco em Monteiro (PB). A opção do ex-presidente, foi não subir no palanque desta vez.

De acordo com o jornal Folha de S. Paulo, o governo de Minas ainda não publicou a lista de homenageados deste ano. A Medalha de Inconfidência, criada em 1952, tem quatro graus de designações: Grande Colar, Grande Medala, Medalha de Honra e Meldaha de Inconfidência. 

Os nomes dos homenageados são escolhidos pelo Conselho da Medalha, formado por representantes dos Três Poderes e por entidades civis.

Veja também

Imagens estão sendo compartilhadas através de grupos de mensagens

Últimas notícias