Brasil

Câmara determina suspensão de salários e benefícios de Paulo Maluf

Deputado federal cumpre pena de 7 anos e 9 meses

Richelieu Pereira Publicado em 22/12/2017, às 11h21

None

Deputado federal cumpre pena de 7 anos e 9 meses

A Diretoria-Geral da Câmara dos Deputados determinou a suspensão do pagamento dos salários e benefícios ao deputado federal Paulo Maluf (PP-SP), que está preso para cumprimento definitivo da pena de 7 anos e 9 meses em regime fechado na Penitenciária da Papuda, em Brasília.

A informação foi repassada pela assessoria de imprensa da presidência da Casa ao portal G1. Com a decisão, os gabinetes deixam de existir, os funcionários são exonerados e os deputados não receberão mais salário e benefícios como auxílio-moradia e cota parlamentar.

De acordo com o site da Câmara, em novembro, o deputado Paulo Maluf (PP-SP) recebeu R$ 19.398,33 de salário, após descontos como contribuição previdenciária e imposto de renda. Já a cota parlamentar (dinheiro usado para o exercício do mandato), em novembro, foi de R$ 18.156,40.

Câmara determina suspensão de salários e benefícios de Paulo Maluf

A cota parlamentar é usada, por exemplo, para despesas como passagens aéreas, hospedagens, telefonia, alimentação, gastos com gabinetes, entre outros.

Maluf foi condenado em maio pelo STF por lavagem de dinheiro e, na terça-feira (19), o ministro Luiz Edson Fachin rejeitou um recurso do deputado, determinando o início “imediato” da pena de 7 anos, 9 meses e 10 dias de prisão, além da perda do mandato.

Na noite desta quinta-feira (21), a presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministra Cármen Lúcia, negou pedido da defesa para suspender a prisão de Paulo Maluf.

(Foto: Leonardo Benassatto/Reuters)

Jornal Midiamax