Brasil

Vereadores de cidade paraibana passarão a receber salário mínimo em 2017

Faltosos devem ser punidos com desconto no salário

Norberto Liberator Publicado em 22/06/2016, às 13h46

None
aguabranca.jpg

Faltosos devem ser punidos com desconto no salário

Os vereadores de Água Branca, cidade no interior paraibano, aprovaram na última sexta-feira (17) um projeto que reduz seu próprio salário, de R$ 2.800 para R$ 880, o mesmo que um salário mínimo. A lei entra em vigor em 2017.

O presidente da Câmara Municipal, Miraci de Sousa (DEM-PB) foi quem liderou a iniciativa, de acordo com o portal G1 da Paraíba. O projeto foi apresentado pelo vereador Eilsom do Carmo Lima (PSDB-PB).

Em entrevista ao UOL, Lima afirmou que "a queda de orçamento do município do mês passado para cá foi de quase 50%, e tínhamos que ajudar de alguma forma a cidade. Recebi a ideia de um vereador, vi que era possível, procurei os vereadores e não tive dificuldades".

De acordo com o portal Paraíba Online, o dinheiro economizado com a redução deve retornar ao Executivo para realização de obras em comunidades carentes. O presidente da Câmara e o prefeito passarão a receber dois salários mínimos. A lei também estabelece que “a ausência de vereador na ordem do dia de sessão plenária ordinária ou extraordinária, sem justificativa legal, determinará um desconto de 10% em seu subsídio”.

Jornal Midiamax