Brasil

Suspeitos de matar garota no Rio são presos

Quarto homem envolvido no crime ainda está foragido

Norberto Liberator Publicado em 09/05/2016, às 13h05

None
ana_beatriz2.jpg

Quarto homem envolvido no crime ainda está foragido

A Polícia Civil do Rio de Janeiro prendeu no último domingo (8), em Pilares, Zona Norte da cidade, três suspeitos de terem matado a jovem Ana Beatriz Frade, na manhã de sábado em Del Castilho, também na Zona Norte carioca, de acordo com o jornal fluminense O Dia.

Douglas Paiva Santos Ventura, 18, afirmou não ter matado Ana, alegando que pratica ‘apenas roubos’. Além dele, há também dois menores apreendidos por suspeitas de envolvimento no caso. Um deles afirmou à polícia que Douglas teria sido o autor do disparo.

O delegado Roberto Ramos, que cuida do caso, também diz que Douglas teria sido o responsável. “O autor do disparo foi Douglas. Ele não admite, mas um comparsa menor confirma que ele atirou. Eles já agiam na região há algum tempo, mas com armas de brinquedo. Desta vez estavam com uma única arma, um revólver calibre 38”.

A polícia encontrou, no celular de um dos apreendidos, mensagens a um quarto suspeito que se encontra foragido, e que dão a entender que falam sobre a morte de Ana. “Saiu no jornal, na net. Morreu. Escuta papo. Coe. Se tiver em casa meno (sic) ganha a pista. A Civil tá atrás”, diz a mensagem no aplicativo Messenger, do Facebook.

Entenda o caso

Ana Beatriz, que morava na cidade capixaba Guarapari, estava no Rio para passar o feriado do Dia das Mães em família. Ela havia ido à capital fluminense com o objetivo de fazer uma surpresa para sua mãe.

Ela estava no carro de seu padrasto, que ia buscar sua mãe no Aeroporto Tom Jobim e também conduzia seu irmão de dois anos. De acordo com o delegado Ramos, os menores afirmam que Douglas se assustou com a reação do motorista, que não parou o veículo após anúncio de assalto, e atirou. Segundo moradores da região, há arrastões no local diariamente.

Jornal Midiamax