Brasil

Preso homem que fingia ser Neymar para conseguir vídeos íntimos de vítimas

Pelo menos 5 mulheres foram enganadas

Midiamax Publicado em 02/09/2016, às 19h37

None
n_santos_f_c_a_casa_do_neymar-4678808.jpg

Pelo menos 5 mulheres foram enganadas

Um homem de 36 anos, foi preso nesta quinta-feira (1º), suspeito de chantagear mulheres pela internet, exigindo dinheiro após conseguir vídeos íntimos. Ele se passava por fotógrafo da revista “Playboy” e pelo jogador de futebol Neymar para enganar vítimas.

O suspeito foi preso em uma lan house de Nova Serrana, Minas Gerais. O computador onde ele cometia o crime foi apreendido, e o dono do estabelecimento foi conduzido coercitivamente.

Conforme o jornal O Tempo, o caso foi descoberto após duas vítimas procurarem a Delegacia de Repressão aos Crimes de Informática, no Rio de Janeiro, denunciando o crime. Elas contaram à delegada Daniela Terra que foram contactadas pelo suspeito no Instagram.

“Primeiro, ele dizia que gostaria de inscrevê-las no ‘Big Brother Brasil’; depois as enganava, afirmando que teria comentado delas com o Neymar e que ele teria gostado do perfil delas”, afirmou Daniela.

Mentindo ser o jogador, o suspeito conversava com as meninas e as seduzia. “Como as garotas acreditavam estar conversando com o próprio Neymar, gravavam vídeos íntimos, conforme ele pedia. Depois disso, o suspeito passava a cobrar delas para não divulgar os vídeos na rede”, disse a delegada.

Pelo menos cinco vítimas, todas do Rio de Janeiro, já foram identificadas pela Polícia Civil fluminense, mas no computador de homem foram encontradas fotos de diversas jovens.

Ele responderá por extorsão, com pena prevista de dez anos por cada vítima comprovada.

Jornal Midiamax