Brasil

Preso em Curitiba, Eduardo Cunha recebe visita da mulher Cláudia Cruz

Acompanhada de um advogado

Ana Paula Chuva Publicado em 21/10/2016, às 16h30

None
claudia_cruz.jpg

Acompanhada de um advogado

O ex-presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), recebeu nesta sexta-feira (21) a visita da esposa, Cláudia Cruz. Ele está preso preventivamente na Superintendência da Polícia Federal, em Curitiba, desde quarta-feira (19).

A Polícia Federal não soube informar quanto tempo esposa de Cunha esteve no local. Ela estava acompanhada de um advogado. Cláudia Cruz também é ré na Operação Lava Jato. Em junho deste ano, o juiz federal Sérgio Moro recebeu denúncia oferecida pelos procuradores da força-tarefa da Operação contra ela.

Prisão em Brasília

Eduardo Cunha foi preso na quarta-feira (20), em Brasília, pela Polícia Federal, depois que o juiz Sérgio Moro, responsável pela Operação Lava Jato na primeira instância, emitiu a ordem de prisão preventiva contra ele.

A prisão foi decretada na ação penal em que o deputado cassado é acusado de receber R$ 5 milhões, que foram depositados em contas não declaradas, na Suíça. O valor seria oriundo de vantagens indevidas, obtidas com a compra de um campo de petróleo pela Petrobras em Benin, na África, segundo a PF.

No dia em que foi preso, o ex-deputado divulgou nota em sua defesa e chamou de “absurda” a decisão de Moro de determinar a prisão, alegando que teria base em uma ação extinta no STF (Supremo Tribunal Federal). Cunha disse ainda que seus advogados tomarão “medidas cabíveis para enfrentar essa absurda decisão”.

Nesta quinta-feira (20), Cunha realizou o exame de corpo de delito no IML (Instituto Médico-Legal) de Curitiba. Ele está preso em uma cela individual.

Jornal Midiamax