Brasil

PF deflagra 6ª fase da Operação Pecúlio e cumpre 67 mandados em Foz

Foram expedidos 67 mandados, sendo 31 de condução e 36 de busca

Henrique Kawaminami Publicado em 16/12/2016, às 11h10

None
img-20161216-wa0002.jpg

Foram expedidos 67 mandados, sendo 31 de condução e 36 de busca

A Polícia Federal, em ação com o Ministério Público Federal, deflagrou na manhã desta sexta-feira (16), a 6ª fase da Operação Pecúlio. A ação batizada de operação Nipoti 2, dá continuidade à execução de medidas judiciais expedidas pela 3ª Vara da Justiça Federal de Foz do Iguaçu/PR, contra um esquema voltado para a prática de irregularidades perante a Administração Pública do Município de Foz do Iguaçu e na Câmara Municipal, mediante desvio de recursos públicos, com a finalidade de obtenção de vantagens indevidas.

Segundo nota da PF, cerca de 120 Policiais Federais estão cumprindo 31 mandados de condução coercitiva e 36 mandados de busca e apreensão em residências e locais de trabalho dos investigados na cidade.

Nesta quinta-feira(15) a Operação Nipoti, 5a fase da Pecúlio, prendeu 12 vereadores de Foz. A suspeita é que eles recebiam um mensalinho. Os valores oscilavam entre R$ 5 mil e R$ 10 mil, segundo informou a Polícia Federal. Entre os presos está o presidente da Câmara, Fernando Duso (PT).

A PF constatou que os vereadores não eram beneficiados apenas com depósitos mensais. Eles também tinham ‘poderes’ para indicar apadrinhados para cargos em comissão e para assumir vagas em empresas que prestavam serviços terceirizados.

Jornal Midiamax