Brasil

Paralimpíadas: ciclista iraniano morre depois de acidente durante competição

Ele quebrou o pescoço ao colidir com o bloqueio da pista

Midiamax Publicado em 17/09/2016, às 20h56

None
_91285974_63700bf9-c809-4d66-b277-e32ee79f8163.jpg

Ele quebrou o pescoço ao colidir com o bloqueio da pista

O ciclista paralímpico iraniano, Bahman Golbarnezhad, morreu neste sábado (17) em um acidente que aconteceu durante a competição masculina na categoria C4-5, nos Jogos Paralímpicos Rio 2016. Segundo o corresponde espanhol da BBC, o ciclista saiu da pista durante um trecho de declínio considerado perigoso e quebrou o pescoço quando bateu a cabeça contra o bloqueio que limita a pista. As informações são da BBC.

Golbarnezhad, que tinha 48 anos, foi atendido ainda no local e transferido para a UTI (Unidade de Terapia Intensiva) de um hospital do Rio de Janeiro, mas faleceu, em decorrência dos ferimentos provocados pelo impacto da batida, conforme explicou o Comitê Paralímpico Nacional Iraniano. Agora, uma investigação é desenvolvida com o objetivo de conhecer as circunstâncias do acidente.

Símbolo nacional 

"Era um esportista paralímpico exemplar que, com amor e energia, dava o melhor de si mesmo para promover o nome do Irã e fazer com que nos sentíssemos orgulhosos e, no final, deu a vida pelo país", declarou o comitê iraniano.

"Todos os membros do campo cultual e esportivo do Irã expressam suas condolescências a família e a nação iraniana", complementa. "O nome de Bahman ficará marcado na orgulhosa história dos Jogos Paralímpicos do Irã". 

A morte do competidor é a primeira registrada durante uma competição, tanto dos Jogos Olímpicos, quanto dos Paralímpicos de inverno e verão desde 1960, quando o ciclista dinamarquês, Knud Enemark Jensen, faleceu em Roma.

Jornal Midiamax