Brasil

Pai é condenado a 72 anos por estuprar quatro filhas no Piauí

O Homem tinha mais dois filhos homens que também foram vítimas de estupro

Henrique Kawaminami Publicado em 22/11/2016, às 11h33

None
tj.jpg

O Homem tinha mais dois filhos homens que também foram vítimas de estupro

Um homem de 59 anos, foi condenado a 72 anos de prisão por estuprar a quatro filhas em Teresina, no Piauí. Ele tem seis filhos e é acusado de estuprar todos eles.

Segundo o juiz José Olindo Gil Barbosa, titular do Juizado de Violência Doméstica e Familia Contra a Mulher, o acusado foi preso em março deste ano quando os abusos foi descoberto, e as investigações corriam em segredo de justiça. 

“Os casos aconteceram por cerca de 10 anos e tanto os filhos como a mulher sofriam ameaças dele para não relatar os casos. Ele chegou a usar uma máquina de choque para ameaçar e impedir as denúncias. Este já era o seu segundo casamento e, segundo informações, a primeira mulher foi embora e deixou os filhos com ele, pois não aguentava a situação. Uma cunhada também foi vítima dele quando ficou um tempo na casa para ajudar a irmã, após o parto de um dos filhos. Segundo consta nos relatos, ele usou um sonífero para dopar a cunhada e cometer o crime”, contou o juiz.

A filha mais velha, que hoje tem 19 anos, conta que sofreu mais de 100 abusos e que chegou a ser obrigada a perder a virgindade com um namorado para que ele não fosse culpado. 

Ainda segundo o juiz, o processo possui 62 páginas e "os depoimentos são chocantes".

“Os abusos aconteciam desde muito cedo. Uma das filhas, hoje com 15 anos, contou que começou aos 8 anos e ele as obrigava a assistir filmes pornográficos e presenciar os estupros aos outros irmãos. Ele sempre usava de muita violência e uma das filhas chegou a contrair uma doença sexualmente transmissível. Ele é um sádico, em 27 anos de magistratura eu nunca tinha visto caso parecido”, relatou o juiz.

O homem foi condenado por crimes de estupro de vulnerável, exposição de material pornográfico, ameaças e agressões. O estupro dos meninos ainda vai ser julgado e, por isso, a condenação deve aumentar, após somar todos os casos. O homem está preso desde março deste ano na Casa de Custódia de Teresina.

Jornal Midiamax