Brasil

Padre pedófilo citado em Spotlight se mata em cela de presídio em MG

Filme venceu Oscar 2016

Midiamax Publicado em 08/08/2016, às 21h46

None
spotlight.jpeg

Filme venceu Oscar 2016

O padre Bonifácio Buzzi, que estava preso por pedofilia em um presídio de Três Corações (MG), foi encontrado morto neste domingo (07). O caso do padre é citado no filme Spotlight, vencedor de melhor filme do Oscar 2016, baseado na história real da equipe de jornalismo investigativo do 'Boston Globe'.

Buzzi tinha 57 anos e estava em uma cela individual há dois dias, quando foi preso, acusado de abusar de outros dois garotos. Segundo a Seds (Secretaria de Estado de Defesa Social) do Governo de Minas Gerais, ele cometeu suicídio se enforcando com uma corda feita utilizando um lençol.

O padre figurou na lista internacional de sacerdotes que abusaram sexualmente de crianças e adolescentes, lista citada no filme. O caso ocorreu em 2001 no distrito de Mainart. O padre foi condenado a 20 anos de prisão e ficou preso entre 2007 a 2015, quando passou a cumprir a pena em liberdade.

Ano passado ele foi solto, mas teria abusado sexualmente de dois meninos na zona rural de Três Corações (MG). A suspeita levou um juiz da cidade a determinar sua prisão preventiva e ele foi preso no sábado (06), um dia antes de cometer suicídio. 

Jornal Midiamax