Marinha entrega centro de treinamento que será usado por delegações estrangeiras

Foram investidos R$ 19 milhões
| 16/07/2016
- 03:23
Marinha entrega centro de treinamento que será usado por delegações estrangeiras

Foram investidos R$ 19 milhões

A entregou hoje (15) as instalações que serão usadas por delegações estrangeiras como sede de treinamento para a Olimpíada. O Centro de Educação Física Almirante Adalberto Nunes (Cefan), na Penha, zona norte do Rio, passou por obras com recursos do Ministério do Esporte.

Foram investidos R$ 19 milhões na construção de dois campos de futebol e um prédio de apoio, calçamento das vias de acesso, acessibilidade e reforma no tanque de saltos, no vestiário, na piscina e no ginásio poliesportivo.

Além do centro de treinamento, a Marinha comprou 90 embarcações que serão utilizadas na logística dos , como transporte de árbitros, imprensa e organizadores nas competições aquáticas.

Usain Bolt

De acordo com o presidente da Comissão de Desportos da Marinha, contra-almirante Carlos Chagas Vianna Braga, o Comitê Olímpico Rio 2016 será o responsável pela organização das equipes que treinarão no local a partir do dia 24 deste mês. A Marinha também fez acordos diretamente com algumas delegações para receber no local as equipes de boxe de Cuba; atletismo, boxe, taekwondô e lutas associadas de Porto Rico; futebol feminino da Nova Zelândia; basquete paralímpico do Canadá; e o atletismo da Jamaica, inclusive o campeão olímpico e recordista mundial Usain Bolt.

“É sempre uma grande expectativa, um corredor com as características dele, que é um grande ídolo. Além de tudo representa uma chance de aquisição de conhecimento para os nossos técnicos e para os nossos atletas, de uma fonte de inspiração para todas essas crianças do nosso projeto de base que estão por aí. Quem não gostaria de conviver com um atleta que está no topo do mundo inteiro de atletismo?”, disse o contra-almirante.

O secretário Nacional de Esporte de Alto Rendimento do ministério, o nadador Luiz Lima, disse que o Cefan já é uma referência para a educação física no país e, após a Rio 2016, será um grande legado para o desenvolvimento esportivo brasileiro.

“Quando a gente investe nas Forças Armadas não é um investimento exclusivo nos militares não. Hoje, tanto Marinha, Aeronáutica como Exército tem suas instalações abertas para o desenvolvimento do esporte nacional.”

Na apresentação das instalações houve demonstração de salto, revezamento de natação uma partida de futebol feminino entre a seleção brasileira sub-17 e a seleção militar. Quem deu o pontapé inaugural do campo foi o ex-jogador Zico, que disse que a expectativa para a Olimpíada é a “melhor possível”, mas que os brasileiros devem deixar o “pessimismo” de lado para “usufruir da competição, da festa, dos grandes nomes do esporte” que estarão no Rio.

Veja também

O Brasil notificou 29.945 novos casos da covid-19 nesta quarta-feira, 10. A média móvel de...

Últimas notícias