Brasil

Léo Pinheiro, ex-presidente da OAS, é preso na Operação Greenfield

Ordem de prisão foi determinada pelo juiz Sérgio Moro

Norberto Liberator Publicado em 05/09/2016, às 14h12

None
leopinheiro.jpg

Ordem de prisão foi determinada pelo juiz Sérgio Moro

O empresário e ex-presidente da empreiteira OAS, José Adelmário Pinheiro, o Léo Pinheiro, foi preso nesta segunda-feira (5) na Operação Greenfield. Ele foi levado por condução coercitiva à sede da PF em São Paulo e deve ir a Curitiba, por determinação do juiz Sérgio Moro.

De acordo com o jornal O Globo, ele cumpria prisão domiciliar no âmbito da Lava Jato, e os dois mandados não estão relacionados. Ele é investigado na Greenfield por suspeita de agir em esquema fraudulento em fundos de pensão.

O MPF (Ministério Público Federal), que pediu a prisão do empresário, afirmou que ele deve ser detido para “garantia da ordem pública, conveniência da instrução criminal e segurança da aplicação da lei penal”. O Globo afirma que, segundo o órgão, Pinheiro coordenou esquemas de corrupção, cartel e lavagem de dinheiro.

O jornal Estado de Minas ressalta que Léo Pinheiro está em negociação para firmar acordo de delação premiada com a força-tarefa da Lava Jato. Elas haviam sido suspensas no fim de agosto, pela PGR (Procuradoria-Geral da República), por determinação do procurador Rodrigo Janot.

Jornal Midiamax