Brasil

Justiça do Rio decreta prisão de policial reformado suspeito de chacina

Uma das vítimas estava grávida de 8 meses

Ana Paula Chuva Publicado em 19/12/2016, às 16h47

None
pm_reformado.jpg

Uma das vítimas estava grávida de 8 meses

A Justiça do Rio de Janeiro decretou na manhã desta segunda-feira (19) a prisão temporária do policial militar reformado Luiz Cláudio Machado Paixão. Ele é suspeito de assassinar cinco pessoas na noite da última sexta-feira (16) na comunidade do Terreirão, no Recreio dos Bandeirantes, zona oeste do Rio.

Os disparos de arma de fogo foram efetuados em praça pública contra dois homens e duas mulheres. Uma das vítimas estava grávida de aproximadamente 8 meses e, mesmo já morta, foi levada para a Maternidade Leila Diniz, onde seu corpo foi submetido a uma cesariana. A criança chegou a nascer, mas não resistiu e morreu em seguida.

O policial foi indiciado pela prática de quatro crimes de homicídio duplamente qualificados, entre essas pessoas a grávida que veio a perder o filho por conta dos disparos, somando cinco mortes. Luiz Cláudio está foragido.

Jornal Midiamax