Brasil

Jornalista Villas-Bôas Corrêa morre aos 93 anos no Rio

O mais antigo jornalista político do país morreu na noite desta quinta-feira (15)

Henrique Kawaminami Publicado em 16/12/2016, às 11h31

None
20161215-210800.jpg

O mais antigo jornalista político do país morreu na noite desta quinta-feira (15)

Morreu na noite desta quinta-feira (15) no Rio de Janeiro, o jornalista político Luiz Antônio Villas-Bôas Corrêa, com falência multipla de órgãos. Ele estava internado no Centro de Tratamento Intensivo (CTI) do Hospital São Lucas desde o dia 9 de dezembro e morreu em decorrência de uma parada cardíaca, segundo informações da assessoria de imprensa do hospital.

Luiz Antônio Villas-Bôas Corrêa nasceu em 1923, no Rio de Janeiro, e se formou pela Faculdade Nacional de Direito em 1947. Foi na Faculdade que desenvolveu seu perfil de analista político, o mais antigo do país. Começou no jornalismo em 1948, no extinto jornal A Notícia. Depois disso, passou pelo Diário de Notícias, O Dia, Jornal do Brasil e O Estado de S. Paulo. Também trabalhou nas TVs Bandeirantes e Manchete, além da Rádio Nacional.

O jornalista também foi comentarista político da TV Bandeirantes e da extinta TV Manchete. Um comentarista de estilo elegante, sofisticado e profundo. Ao longo de todos estes anos, ele acompanhou de perto os principais fatos políticos do país, como a transferência da capital para Brasília, o golpe de 1964, a ditadura militar, a anistia, as Diretas Já. Um analista privilegiado de momentos marcantes da história do país.

Aos 85 anos, o analista político se autodefiniu como o “último sobrevivente da geração que cunhou o modelo de reportagem política que ainda hoje se pratica”.

O jornalista tem dois livros de memórias publicados: Casos da fazenda do Retiro (2001) e Conversa com a Memória: a História de meio século de jornalismo público (2002), a autobiografia de um repórter político.

Villas Bôas tinha 93 anos, era viúvo e deixa dois filhos, três netos e três bisnetos. Ele será cremado, mas ainda não há informações sobre o dia.

Jornal Midiamax