Brasil

Denúncia e pedido de prisão contra Lula são enviados para Sérgio Moro

Juíza entendeu que caso deve ser investigado pela Lava Jato

Clayton Neves Publicado em 03/05/2016, às 19h16

None
lula-efeleo-barrilari.jpg

Juíza entendeu que caso deve ser investigado pela Lava Jato

A juíza Maria Priscilla Ernandes Veiga Oliveira, da 4ª Vara Criminal de São Paulo, já encaminhou ao juiz federal Sérgio Moro opedido de prisão e a denúncia contra o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. O caso envolve um triplex que, segundo o Ministério Público de São Paulo, seria de propriedade de Lula e estaria sendo ocultado.

Ela entendeu que o caso deve ser investigado pela Lava Jato, sob comando e Moro. Os processos tramitam na 13ª Vara Federal de Curitiba, para onde os autos foram remetidos no dia 28 de abril. A determinação para que isso fosse feito havia sido dada pela magistrada no dia 14 de março.

Foi nas mãos da juíza Maria Priscilla que o pedido de prisão de Lula foi parar. Na denúncia, os promotores paulistas alegaram que “patente a hipótese de necessidade de prisão preventiva do denunciado por conveniência da instrução criminal, pois amplamente provadas suas manobras violentas e de seus apoiadores, com defesa pública e apoio até mesmo da Presidente da República, medidas que somente tem por objetivo blindar o denunciado — erigindo-o a patamar de cidadão ‘acima da lei’, algo inaceitável no Estado Democrático de Direito brasileiro, pois é inadmissível permitir-se o tumulto do estado normal de trâmite das investigações e do vindouro processo crime”.

Jornal Midiamax