Brasil

Brasileiro confia mais nas Forças Armadas e na Igreja do que no Senado

É o que revela a pesquisa feita pela Proteste

Clayton Neves Publicado em 26/09/2016, às 22h31

None
fa071115.jpg

É o que revela a pesquisa feita pela Proteste

A população brasileira confia mais nas Forças Armadas e na Igreja Católica do que no Senado, nos sindicatos e nas Assembleias Legislativas. É o que revela a pesquisa feita pela Associação Brasileira de Consumidores (Proteste) sobre o índice de informação, confiança e conhecimento dos cidadãos nas principais instituições do país. O levantamento – feito entre fevereiro e março deste ano no Brasil e também na Bélgica, Espanha, Itália e Portugal – pediu que os entrevistados dessem uma nota de 1 a 10 para 18 instituições. 

Quem ganhou a maior nota (5,7) foram as Forças Armadas, seguida pela Igreja Católica (5,6), Organização Mundial de Saúde (5,3), e organizações não governamentais que defendem o meio ambiente (5,1). Todas as instituições restante tiveram média menor que cinco. O Senado, que recentemente aprovou o afastamento de Dilma Rousseff da Presidência da República, é o lanterninha com apenas dois pontos (confira ranking abaixo). 

Apesar da pontuação baixa, o brasileiro, entre os cidadãos ouvidos, ainda tem maiores índices nas três categorias (conhecimento, informação e confiança) em comparação com os resultados de Bélgica, Espanha, Itália e Portugal, onde também foi feito o levantamento. 

Também chama a atenção no levantamento um índice de confiança no Fundo Monetário Internacional (FMI) maior do que no Banco Central (BC), que é quem dita a política monetária brasileira. O FMI recebeu nota 4,1 contra 3,6 do BC. O brasileiro também confia mais nas Polícias Militar e Civil (4,7) do que no sistema judiciário (3,3). 

O levantamento ou 912 pessoas, a maioria homens (55,7%), na faixa etária 40 e 74 anos (75,1%), na região Sudeste 56%, com no máximo ensino superior incompleto (86,2%). A maioria dos entrevistados (51,2%) tem situação profissional ativa e 2,7% são apenas estudantes. A maioria disse não ter orientação política específica (61,9%) e ser católico (50,6%).

Ranking de confiança dos brasileiros na instituições 

Forças Armadas 5,7
Igreja Católica 5,6
Organização Mundial da Saúde (OMS) 5,3
Ongs que atuam na proteção do meio ambiente 5,1
Associação de Consumidores 4,8
Polícia (militar e civil) 4,7
Ongs que atuam na proteção e segurança das crianças 4,2
Fundo Monetário Internacional (FMI) 4,1
Ongs que atuam no cuidado e prevenção da saúde da família 4,0
Sistema público de educação 3,8
Banco Central 3,6
Banco Mundial 3,5
Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) 3,5
Sistema Único de Saúde 3,4
Sistema Judiciário 3,3
Assembleia Legislativa 2,7
Sindicatos 2,7
Senado Federal 2,0

Jornal Midiamax