Brasil

Petrobras pede para ser assistente do MPF em ações da Operação Lava Jato

 pedido é do dia 24, mas só foi divulgado hoje (27)

Diego Alves Publicado em 27/04/2015, às 22h57

None
petrobras.jpg

 pedido é do dia 24, mas só foi divulgado hoje (27)

A Petrobras pediu para ingressar como assistente do Ministério Público Federal (MPF) nas sete ações penais da Operação Lava Jato, nas quais a empresa é vítima. O pedido é do dia 24, mas só foi divulgado hoje (27), por meio de nota. Ele é referentente a ações em curso na 13ª Vara Federal de Curitiba (PR).

“Com essa medida, a Petrobras, que vem colaborando com as autoridades públicas, pretende atuar de forma mais incisiva na busca da reparação do seu prejuízo, visto que a sentença penal condenatória poderá garantir à companhia o pagamento de indenização pelos prejuízos oriundos dos delitos”, esclareceu a companhia.

Na nota, a empresa acrescentou que “está tomando todas as medidas com as autoridades brasileiras para reparar os danos sofridos em função dos atos ilícitos denunciados no âmbito da Operação Lava Jato”.

Jornal Midiamax