Brasil

OAB lança site para promover campanha 90 Dias Contra a Corrupção

O movimento tem o apoio de diversas entidades

Diego Alves Publicado em 11/10/2015, às 01h33

None
16135858.jpg

O movimento tem o apoio de diversas entidades

O Conselho Federal da Ordem dos Advogados do Brasil lançou nesta quarta-feira (7) o site da mobilização nacional pela criminalização do caixa 2, que faz parte da campanha 90 Dias Contra a Corrupção. A campanha, a ser finalizada no Dia Internacional de Combate à Corrupção (9 de dezembro), pretende promover ações que evidenciem o combate a práticas ilícitas para estimular o poder público atomar medidas efetivas para então apresentá-las à sociedade. O site pode ser acessado em www.contracorrupcao.oab.org.br

No Mato Grosso do Sul, a presidente da Comissão de Defesa da República e da Democracia e Reforma Política (CDRDRP) da Seccional, Grezziela Amaral Saldanha Rodrigues defende que as reformas precisam contemplar a dignidade do povo brasileiro. “É necessário afastar o poder econômico das campanhas eleitorais, para termos um governo para o povo. Neste espírito, e lutando para que o ano não seja encerrado sem que tais importantes medidas se tornem realidade, estamos engajados na campanha intitulada 90 Dias Contra a Corrupção”, completa.

No endereço eletrônico, o internauta encontrará notícias e vídeos relacionados à campanha. O movimento, capitaneado pela OAB, tem o apoio de diversas entidades da sociedade civil, como a CNBB (Conferência Nacional dos Bispos do Brasil), MCCE (Movimento Contra a Corrupção Eleitoral), AMB (Associação dos Magistrados Brasileiros) e Instituto Ethos.

Pela página 90 Dias Contra a Corrupção, os cidadãos também podem demonstrar seu apoio no combate a ilícitos. Basta clicar no botão “Eu Apoio” e compartilhar, pelo Facebook ou Twitter, com seus amigos, familiares e seguidores. A hashtag oficial da campanha é #90DiasContraCorrupção.

O site também disponibiliza na íntegra a proposta da campanha, em texto que explica em detalhes por que é importante o combate à corrupção e o movimento nacional em favor da criminalização do caixa 2. Também há um campo para dúvidas e mensagens para a OAB.

Jornal Midiamax