Brasil

Mulheres que doparam agentes para facilitar fuga de 27 internos são presas no MT

Dupla estava escondida em apartamento na cidade de Cuiabá, onde foi detida pela polícia

Clayton Neves Publicado em 13/02/2015, às 15h31

None
presasmtdoparagentegoe01.jpg

Dupla estava escondida em apartamento na cidade de Cuiabá, onde foi detida pela polícia

A polícia prendeu duas mulheres, de 21 e 25 anos, acusadas de seduzir e dar sedativos a agentes prisionais para facilitar a fuga de 27 presos na Cadeia Pública de Nova Mutum, uma cidade pequena do interior de Mato Grosso, dia 4 de fevereiro deste ano. Após ser presa, uma delas disse que a execução do plano “foi mamão com açúcar”, porque os agentes caíram facilmente na cilada, que envolvia uma festa a fantasia erótica e bebida alcoólica.

Imagens internas captadas por seis câmeras instaladas na cadeia subsidiaram as investigações da delegada de Nova Mutum, Angelina de Andrade, que concluiu nessa quinta-feira (12) o inquérito do caso. A delegada pediu a prisão de mais cinco pessoas envolvidas no plano de fuga e indiciou oito pelos crimes de formação de quadrilha, facilitação de fuga e furto de armas. Também pediu a dilatação da prisão dos agentes que foram dopados.

A polícia não repassou o nome das mulheres. Elas foram detidas na noite de quinta-feira, em Cuiabá, capital mato-grossense. Desde o dia da fuga, estavam escondidas em uma quitinete, no bairro Altos da Serra, periferia da capital, como informou à imprensa o delegado da Gerência de Operações Especiais (GOE), Antonio Carlos Garcia, que efetuou a prisão delas.

Dos 27 presos que fugiram, 13 já foram recapturados e um deles é que delatou as moças. Junto com elas, foram presos mais dois foragidos – Bruno Ojeda Amorim, autor do plano de fuga, e Jerlan José dos Santos, que está com documento do Estado do Alagoas.

Uma das presas seria namorada de Bruno Ojeda, autor do plano de fuga. Na hora em que a polícia chegou à quitinete todos já tinham saído em fuga em um táxi contratado para a corrida. O táxi foi interceptado e os quatros foram surpreendidos com 200 gramas de maconha. O quarteto foi encaminhado para o Plantão Metropolitano, para autuação da posse da droga.

Jornal Midiamax