Brasil

Mais de 500 mil estudantes tiram zero na prova de redação do Enem

Cid Gomes disse que a qualidade do ensino e o tema da redação tornaram a prova mais difícil para os estudantes

Gerciane Alves Publicado em 14/01/2015, às 11h39

None

Cid Gomes disse que a qualidade do ensino e o tema da redação tornaram a prova mais difícil para os estudantes

Mais de 500 mil estudantes tiraram zero na prova de redação do Enem, realizado no ano passado. As notas individuais foram divulgadas nesta terça-feira (13).

Geovana passou o dia tentando descobrir a nota do Enem.

“Eu estou com uma expectativa muito grande. Quero que saia logo”, diz Geovana.

O MEC informou que detectou vários ataques de hackers ao site do Inep e isso atrasou a divulgação das notas.

No ano passado, mais de seis milhões de estudantes fizeram a prova. As notas da redação chamaram a atenção. Mais de 500 mil estudantes tiraram zero. Em 2013, foram 106 mil. Apenas 250 obtiveram a nota máxima. No Enem anterior, quase o dobro. Na média geral, as notas caíram 1% em relação a 2013. As quedas mais acentuadas foram em Matemática, 7,3%, e redação: quase 10%. A média de Ciências Humanas; Ciências da Natureza e Linguagens subiram.

O ministro da Educação disse que a qualidade do ensino e o tema da redação, publicidade infantil, tornaram a prova mais difícil para os estudantes.

“O brasileiro está lendo pouco demais. Os estudantes estão lendo pouco. Não dá para a gente fugir, não dá para a gente camuflar ou tentar dizer que o ensino público brasileiro é bom”, afirma Cid Gomes, ministro da Educação.

Para o especialista Remi Castioni, o ensino médio está distante da realidade.

“O jovem não tem relação alguma da forma como vai utilizá-los no dia a dia. Então, não sabe porquê está estudando determinados conteúdos. E, na maioria das vezes, é obrigado a decorar aqueles conteúdos e não sabe como os vai aplicar”, destaca Remi Castioni, professor da Faculdade de Educação/UNB.

A nota do Enem permite aos estudantes tentar uma vaga em universidades públicas, por meio do Sisu, Sistema de Seleção Unificada. Este ano, serão oferecidas 205 mil vagas. As inscrições serão abertas no dia 19 de janeiro. Além disso, eles podem se candidatar ao financiamento estudantil e a bolsas em instituições de ensino privadas, por meio do ProUni, que vai abrir o processo de seleção no dia 26 de janeiro.

Jornal Midiamax